Olá amigos leitores, volto mais uma vez.
Não sei se vc´s já passaram por esta situação:
Quando gostamos de alguém queremos está sempre ao lado desta pessoa, mas nada de sufocamento, grude e tantas outras mais. Mas quando se gosta de alguém a presença do outro nos enobrece, nos faz sentir bem. Tem gente que é apta pra isso, tem um carisma que contagia e se vc pudesse não largava essa pessoa nunca.
Mas nada fica, sempre falo pois aprendi e mais uma vez repito, tudo prepara uma forma de depois. Não podemos reter nada e ninguém, não tenho o direito de escravizar a liberdade de outrem. Às vezes, sei lá, às vezes é necessário deixar passar o que tem que passar, sentimento guardado pode correr o risco de apodrecer, mesmo os bons. Mas se quando passamos na vida de alguém e deixamos marcas significantes e altruístas, por que será que esta pessoa não nos procura mais? O houve? O que aconteceu? O que vivenciamos de tão bom não é hoje motivo de encontrar o outro apenas para dizer um oi , ligar para matar a saudade da voz quem sabe ou ao menos dar um "rolé" por aí.
Sei respeitar o silêncio, não forço.
Sei respeitar o silêncio, não é frieza.
Sei respeitar o silêncio, não é indiferença
É RESPEITO.
Luciano Medrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário